31 de janeiro de 2010

Mérito



"Desejo toda a felicidade ao mundo, mas que quando morra seja uma morte lenta e dolorida, pra que cada segundo seja pensando no que o Homem fez."



Há crianças maduras e há adultos infantis.

O que é o destino...



se não uma diversão perversa que o livre arbítrio nos dá. Temos todas as opções possíveis, todas as escolhas nas mãos e é tão tolo insistir em algo difícil por querer se prender, por querer ter alguma amarra, algum caráter. Você tem o instinto e pode escolher segui-lo ou não, sabe das consequências e quer enfrenta-las para provar a si mesmo que é forte o suficiente. Provar o que? Pra quem? Agora pra ninguém. Eu estou entregando o jogo. É mais fácil escrever isso do que fazer.

17 de janeiro de 2010

Visão do todo



Eram três horas da manhã e o filme era entediante. Tentava até prestar atenção mas tem assuntos que martelam a cabeça da gente, que mesmo você dormindo acorda no outro dia pensando o dobro e batendo sempre na mesma tecla. Um gole de cerveja ou uma boa piada te entorpecem, mas por bem pouco tempo. Então ela chegou no outro dia. Eu e a tv de novo nos assistindo, todos os programas tinham o mesmo gosto de tédio. Eu a entendi só analisando as frases que eu já lera e os "sentimentos" que já conhecia. Então eu defini suas características, no fundo já sabendo quem ela era: "Eu sou idéia formada, nada deveria me destruir pois sou verdadeira de algum ponto de vista. Me defenderam como uma mártir, e agora vão contra a meu próprio ideal. Quem realmente diz que me sente não vê nada mais do que algumas palavras..." Então ela tomou corpo e eu fui apresentada. Olá, Hipocrisia.





Me chama a atenção a facilidade de defender uma idéia e ir totalmente contra ela.

3 de janeiro de 2010

Don't Wait - Dashboard Confessional



Não espere, não espere

As luzes piscarão e desaparecerão

Os dias passaram, o deixarão para trás

Não espere...

Para tirar sua armadura

Para tirar sua armadura

Para tirar sua armadura

Para tirar sua armadura

Para tirar sua armadura

Para tirar sua armadura.


Imagem do filme "10 Coisas que eu odeio em você".

O que você faria


se a pessoa que você achou que conhecia se transforma friamente de um dia pra noite? É assim o filme que eu vi ontem, Encontro Marcado. Brad Pitt é um bom moço que um dia morre e a "Morte" usa o corpo dele pra vim buscar o velho Anthony Hopkins. É legal. Mostra como é fácil as pessoas e as situações mudarem (a "Morte" gostou de viver, irônico). Filme velhinho, o Brad Pitt tá novinho e mesmo assim não gosto muito :S Muito mais o Anthony Hopkins, ótimo ator. Hoje é isso.

1 de janeiro de 2010

Interessante que a

1° coisa que eu escrevi em 2010 é "cárcere". Grande progresso. Mas não tá sendo um típico dia legal. Como era. Ou foi. Não sei.

Cárcere


Meu impulsor do sofrer não vai mais me manter preso, eu preciso abdicar.
Me libertar... respirar...
Não quero mais viver(assim!)
Não vou mais querer!(não!)
Você também tem culpa!
Você também tem raiva!
(Eu tenho culpa! Eu tenho raiva! Você sente minha dor? A única que não te toca! Você não Vê, mas ainda existe!)
Não vou ouvir nem perceber, sentir ou ver, mas vou fazer.
Preciso agir, conscientizar, não vou matar(não vou!)
Não!
Não vou deixar que esse olhar me conduza ao sofrer.
Toda liberdade que eu construí vale mais que suas distorcidas noções de amor...

[ Cárcere - Envydust ]